quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

A UNIÃO ON-LINE

Clique no centro da imagem para visualizar em tela cheia.
Use as setas para folhear.
Duplo clique para zoom
 


Um comentário:

  1. Amarildo - Alagoinha - PB.13 de fevereiro de 2013 14:39

    Eu quero saber porque o papa renunciou. Mas eu sei, querem saber? então lá vai!
    Acho que a exaustão declarada pelo pontífice está ligada aos confrontos internos, e não apenas à idade avançada; corrupção no Banco do Vaticano e roubo de documentos por seu ex-mordomo contribuíram para o desgaste. Bento XVI optou por sacrificar seu próprio cargo, na esperança de recolocar a Igreja num caminho de maior coesão, forçando uma nova eleição. O papa renunciou de livre vontade, mas consciente de que já não mandava sozinho na Santa Sé e, com os poucos anos que lhe restavam, não conseguiria fazer o que havia planejado diante de resistência de seus ex-aliados. Também pesaram a revelação de corrupção no Banco do Vaticano, seguido pelo descobrimento de que próprio mordomo, pessoa que o vestia e estava em sua intimidade, havia roubado documentos que expunham a corrupção na Igreja. Para diplomatas, um indício de que Bento XVI não acreditava que o mordomo havia agido sozinho foi sua decisão de perdoá-lo, mesmo depois que um tribunal do Vaticano o condenou. Enfim, a pressão foi grande demais.

    ResponderExcluir